A quarta etapa da Taça do Mundo XCO 2018, disputada no circuito italiano de Val di Sole, terminou com a vitória de Maja Wloszczowska e Nino Schurter nas respectivas categorias. A atleta da Kross Racing Team prevaleceu entre as mulheres numa corrida que parecia mais favorável à sua parceira Jolanda Neff, enquanto o suíço trouxe para casa outra vitória, apesar da luta dada por Gerhard Kerschbaumer, um rival surpreendente que tornou as coisas mais difíceis até os últimos metros da prova.

Grelha de partida da Elite Feminina em Val Di Sole
Grelha de partida da Elite Feminina em Val Di Sole

Na elite feminina, o primeiro grupo formado após a primeira volta, foi formado por Jolanda Neff, Pauline Ferrand-Prevot, Maja Włoszczowska, Gunn-Rita Dahle e Emily Batty, numa volta muito dura, em que Annika Langvad, Annie Last e Linda Indergand sofreram quedas com alguma gravidade, de forma que que Langvad e Last e Indergand foram obrigadas a desistir da prova, perdendo qualquer hipóteses para somar pontos.

Pódio Feminino em Val Di Sole
Pódio Feminino em Val Di Sole
-Publicidade-

O grupo líder continuou a marcar o ritmo nas três primeiras voltas, alternando a primeira posição várias vezes, sempre com Neff, Ferrand-Prevot e Batty a manter a distância muito curta. Na quinta volta, Wloszczowska estava a liderar a prova à frente do grupo, mantendo essa posição até a linha da meta. O pódio ficou completo com Emily Batty na segunda posição e Jolanda Neff no terceiro lugar.

 

Nino Schurter em Val Di Sole
Nino Schurter em Val Di Sole

A prova masculina começou Schurter, Van der Poel e Avancini a posicionarem-se na cabeça do grupo durante a primeira volta seguidos por outros favoritos da prova. Durante a segunda volta, Nino Schurter saltou para o primeiro lugar, para não mais largar esta posição preveligiada até à penúltima volta. Atrás de Nino, seguiam Braidot, Vogel, Avancini, Van Der Poel, Tempier e Kerschbaumer que iam trocando de posições ao longo das voltas.

 

Gerhard Kerschbaumer foi o único capaz de manter o ritmo de Nino
Gerhard Kerschbaumer foi o único capaz de manter o ritmo de Nino

A grande surpresa da corrida foi Gerhard Kerschbaumer, um atleta em quem não havia muitas apostas em jogo e que, no entanto, foi o único a manter-se na roda de Nino Schurter. Para surpresa de todos, incluindo o próprio Schurter, Kerschbaumer andou sempre na sua roda e passou para a frente do suíço no final da penúltima volta, antecipando um final ao sprint.

 

Pódio Masculino em Val Di Sole
Pódio Masculino em Val Di Sole

Nino Schurter estudou o seu rival durante a última volta, sempre preso à sua roda, para lhe dar o golpe de misericórdia na última descida antes da linha da meta, onde passou para a frente para vencer a corrida, evitando ter de fazer na agonia do sprint final. Kerschbaumer em segundo lugar e Mathieu van der Poel em terceiro lugar fechou o pódio masculino em Val di Sole.

Nino Schurter, soma mais uma vitória e é ainda mais líder na geral.