Tivemos a possibilidade de testar a fundo o MSC Roller, o pneu mais rolador da marca, desenhado para XC e Maratonas. Este modelo caracteriza-se por ter tacos baixos e bastante juntos, oferecendo assim resistência mínima e tornando-os nuns pneus rápidos.

A empresa espanhola MSC, durante muitos anos distribuidora da Maxxis, decidiu apostar na sua própria marca de pneus. É claro que a MSC já tem um longo historial e experiência no sector e, por isso chegaram com uma base de conhecimento muito ampla. Dêem uma espreitadela no teste do MSC Tractor, onde já demos a conhecer a MSC e também o pormenor da embalagem que acompanha o pneu!

-Publicidade-

Este modelo, projetado para o XC e Maratonas, faz jus ao seu nome e é indicado para quem procura um modelo com boa capacidade de rolamento. Quanto ao seu perfil, possui 7 filas de tacos, as 5 centrais com um entalhe horizontal destinado a melhorar a tracção, as outras 2 são laterais na posição vertical, rectangulares e um pouco mais altas com o objectivo de oferecer uma maior flexibilidade e aderência em curva.

A forma como os seus tacos estão distribuídos, juntos, e de baixa altura combinados num perfil arredondado, são indicadores de que a capacidade de rolar é o seu ponto forte. Este modelo está disponível nos tamanhos 26, 27.5 e 29, mas apenas na largura 2.10″.

De referir que existem várias versões deste modelo, a que levamos a teste é a 2C XC Pro Shield 60 TPI, com compostos 62A e 60A, que pesa 810 gramas. Há também a versão Race 120TPI (topo de gama), a única que existe com os flancos em cor creme além da habitual cor preta, com compostos 60A e 50A, tornando-o no mais leve da gama (695 gramas anunciados). E a versão mais económica, o Roller W, com flancos em arame e composto único 70A.

Teste

O seu baixo perfil e com espaçamento mínimo entre tacos proporcionam um melhor contacto com a superfície, tornando-o num excelente rolador e especialmente bom em terrenos secos. Em piso seco e duro é onde ele mais revela as suas capacidades de rolar a alta velocidade, mas fornecendo sempre total controlo sobre a roda. A retenção de travagem é bastante eficaz, tendo em conta um pneu de carácter de XC. Se a travagem for mais brusca o pneu tende a perder aderência, nada preocupante, pois é algo comum nos pneus mais rápidos.

Em termos de tracção é muito bom, oferecendo aderência em qualquer superfície – terra dura, gravilha ou até mesmo pedra. Apesar dos seus pequenos tacos, a tracção foi surpreendentemente boa para um pneu com este perfil. Não é tão fiável como o seu irmão, MSC Tractor, mais muito satisfatória.

Revelou-se igualmente bom em terrenos mais acidentados, e possivelmente graças à carcaça ProShield sem qualquer dano visível. Apenas não o aconselho para rolar em terrenos enlameados, devido ao baixo perfil dos seus tacos, rapidamente fica saturado com lama, perdendo toda a tracção e aderência.

 

Quanto à aderência lateral, não oferece aquele agarre seguro em curva, pois não tem tacos suficientemente agressivos para esse efeito. Ainda assim, consegue trabalhar de forma contínua à medida que desfaz a curva e usamos mais os tacos laterais, tornando-se previsível. Assim torna-se fácil conhecer os seus limites e saber até onde o levar. Ao contrário de outros pneus de baixo perfil, em que umas vezes estão lá, outras já não!

Durante os mais de 400 quilómetros de teste, não se manifestou nenhum tipo de dano no pneu e não houve lugar para nenhum furo (mas também foi utilizado com liquido selante). No final, os tacos centrais foram os que acusaram mais desgaste, algo típico deste tipo de pneus roladores é uma durabilidade mais reduzida, mas para a utilização que teve, incluindo secções de muita pedra solta e terrenos áridos com muitas raízes, o seu desgaste é dentro do esperado.

Veredicto

O Roller é um pneu verdadeiramente de Cross-Country, perfeito para longas aventuras em pisos mais duros ou maratonas. Tem ainda boas prestações em singletracks ou descidas se não sejam muito técnicas, oferecendo uma resistência mínima ao mesmo tempo que se usufrui de uma aderência satisfatória em curva.

É um pneu ideal para a roda traseira graças às suas boas qualidades de rolamento. Quer em pisos secos ou molhados, as suas prestações de tracção foram acima da média para um pneu deste tipo, adaptando-se bem em praticamente qualquer tipo de terreno. Apenas é de evitar quando as secções de lama são frequentes.

A versão testada – MSC Roller XC, tem um preço de 36€. A sua versão melhorada – MSC Roller Race, de 120TPI, tem um custo de €46. Existe ainda a versão base – MSC Roller W, com flancos em arame, 33 TPI e uma perfomance inferior, com um preço de €19.

Para mais informações, visitem o website da MSC Tires.

REVISÃO GERAL
Desempenho
9
Construção
9
Preço
9
Fundador e editor do bttclub.pt. Gosto dos desafios e da aventura que as duas rodas me proporcionam, mas acima de tudo gosto da liberdade do pedal! Nada se compara aquela sensação de pedalar na manhã fresca acompanhada do raiar do sol...