O bom e velho sensacionalismo do jornalismo Português, onde títulos enganadores levam as pessoas a serem induzidas em erro.

Durante esta semana, li uma série de notícias nos principais meios de comunicação com títulos como “Anda de trotinete e bicicleta sem capacete? PSP fiscaliza e multa chega aos 300 euros” ou “Usa trotinete a motor ou bicicleta? Não ter capacete dá multa até 300 euros“, induzindo as pessoas em erro, levando a querer que o capacete passaria a ser obrigatório em bicicletas com e sem motor.

-Publicidade-

Um leitor atento poderia reparar quem em algumas notícias, referia nos primeiros parágrafos, sobre a obrigatoriedade geral do capacete em trotinetes e bicicletas,  contradizendo-se depois, referindo o Art.82.º paragrafo 5Os condutores e passageiros de velocípedes com motor e os condutores de trotinetas com motor e de dispositivos de circulação com motor elétrico, auto equilibrados e automotores ou de outros meios de circulação análogos devem proteger a cabeça usando capacete devidamente ajustado e apertado“, onde refere apenas a obrigatoriedade do uso de capacete em velocípedes com motor.

Em outras notícias, nem essa referência faz, com parágrafos como “A necessidade de maior mobilidade em Lisboa trouxe novas soluções – trotinetes a motor e bicicletas, com ou sem motor.” seguidos de “A multa para quem não usa capacete pode ir dos 60 aos 300 euros. “, levando mesmo a querer que o uso de capacete é obrigatório em trotinetes e bicicletas com e sem motor.

Para que não fiquem dúvidas, o capacete é recomendável para todos aqueles que utilizem a bicicleta mas a nível de obrigatoriedade e perante o código da estrada, é obrigado apenas a quem conduzir um velocípede com motor.

Para esclarecimentos ou dúvidas quem tenham sobre o Código da Estrada para velocípedes, leiam o artigo Bicicletas: Código da Estrada e Regras de Segurança.