Bolonha, em Itália, criou um sistema de recompensa para os cidadãos que andam de bicicleta ou transporte público em vez de carro como forma de conter a poluição provocada pela emissão de gases causadores do efeito de estufa.

Tudo é feito através de uma app chamada Bella Mossa, ou “Bom Trabalho”. Com esta iniciativa, muitas pessoas recebem cervejas, gelados, bilhetes de cinema e outros prémios em troca das viagens que fazem a pedalar ou em transportes públicos.

Como funciona?

-Publicidade-

O sistema é simples. O utilizador descarrega a app, regista as viagens que faz no transporte público ou bicicleta e, em seguida, troca os pontos por produtos nos estabelecimentos que aderiram ao programa.

App “Bella Mossa” usada para fazer o registo das viagens.

Mas, cuidado: a aplicação também detecta uma fraude. Através do sistema de GPS, o programa consegue perceber a velocidade e a duração da viagem para verificar se estão de acordo com os selecionados na app.

Além disso, o sistema não recompensa a distância percorrida, mas sim a assiduidade. Desta maneira, os pontos são obtidos por viagem para estimular os participantes a usarem o meio de transporte sustentável o maior número de vezes possível. De acordo com os desenvolvedores da app, são necessárias cerca de 8 viagens para se obter um gelado grátis.

No final da viagem, a app mostra a quantidade de dióxido de carbono (CO2) que deixou de ser emitido por terem escolhido o meio alternativo de transporte.

Foi o urbanista italiano Marco Amadori que elaborou o conceito e lançou a ideia no ano passado para tentar tornar os transportes ecologicamente sustentáveis mais atraentes. “Todos têm a possibilidade de trocar uma viagem de carro por uma de bicicleta ou autocarro e receber uma recompensa”, explicou Amadori à BBC.

O sistema, financiado com apoios da União Europeia e da Autarquia de Bolonha, funciona apenas seis meses por ano, mas em 2017 o sucesso foi indiscutível. Ao longo do período, foram registados 3,7 milhões de quilómetros e até 16 mil cupões foram trocados.