O português Rafael Reis (W52-FC Porto) entrou a ganhar na Volta a Portugal, conquistando, hoje, em Oliveira de Azeméis, o prólogo da competição.

rafael_reis_ciclismo

-Publicidade-

Rafael Reis precisou de 4.42,88 minutos para cumprir os 3,6 quilómetros do prólogo, que se disputou em Oliveira de Azeméis, menos 2,89s do que Joni Brandão (Efapel) e 3,12s do que José Gonçalves (Caja Rural).

“Era um exercício curto e intenso, algo que tenho preparado ao longo de toda a temporada e ganhei as provas deste tipo durante a época. Hoje a parte final era muito dura. Tive de gerir o esforço, guardando forças para a fase final”, afirmou o primeiro comandante da prova, mal terminou o prólogo.

Entre os favoritos a nota mais relevante foi o furo na roda traseira que obrigou Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) a trocar de bicicleta e que o colocou em 18.º lugar, a 11 segundos do vencedor.

Joni Brandão (Efapel) foi o melhor dos candidatos à geral, terminando o prólogo no segundo lugar, a 3 segundos do vencedor. José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), cujas intenções nesta Volta são uma incógnita, mas que poderá querer disputar a camisola amarela, foi o terceiro classificado, a 4 segundos do vencedor.

A Efapel venceu por equipas e o basco Óscar Rodriguez (Euskadi Basque Country-Murias) é o melhor jovem.

A primeira etapa em linha corre-se nesta quinta-feira, ligando Ovar (Furadouro) a Braga através de um percurso de 167,4 quilómetros.

A tirada inclui um circuito final no Sameiro e no Bom Jesus, que será percorrido duas vezes, o que signfica que terão de ser ultrapassadas duas contagens de montanha de segunda categoria, a última a 8,3 quilómetros do final. Poderá ser uma oportunidade para os homens que lutam pela geral tentarem mexer com a corrida, mas, há dois anos, numa situação semelhante venceu o sprinter Davide Vigano, que está novamente o pelotão deste ano.

Classificação
1.º Rafael Reis (W52-FC Porto)
2.º Joni Brandão (Efapel)
3.º José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA)
4.º Daniel Mestre (Efapel)
5.º William Clarke (Drapac)
6.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé)
7.º Filipe Cardoso (Efapel)
8.º Thomas Scully (Drapac)
9.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira)
10.º João Gaspar (Funvice Soul Cycles-Carrefour)