Vai avançar em breve a empreitada do troço Fão-Apúlia da Ecovia do Litoral Norte, entre Ofir e a Praia da Ramalha, numa extensão de seis quilómetros e 200 metros, representando um investimento de aproximadamente 1 milhão 160 mil euros.

EcoviadoLitoral_Esposende

-Publicidade-

Entra, assim na recta final a execução da Ecovia que está a ser construída no âmbito do programa Polis Litoral Norte e que vai ligar Caminha a Apúlia, numa extensão total de 73 quilómetros.

A Ecovia insere-se num contexto alargado de intervenções dentro do Plano Estratégico e Requalificação e Valorização do Litoral, que contempla a Protecção e Defesa da Zona Costeira, a Prevenção e Requalificação dos Valores Naturais, a Promoção dos Valores Naturais e Culturais Singulares do Litoral Norte e a Requalificação e revitalização de núcleos urbanos marítimos.

Em execução encontram-se a empreitada de construção da Ponte Pedonal e Ciclável sobre o Rio Neiva, em Antas, que ligará o concelho de Esposende ao de Viana do Castelo, bem como o percurso da margem esquerda do Estuário do Rio Neiva, também em Antas, e o percurso compreendido entre Cepães – Rio de Moinhos, em Marinhas, que totalizam um investimento de 1 milhão 274 500 euros, perspectivando-se para breve o arranque do troço Marginal de Esposende – Cepães, orçado em 350 mil euros.

No que respeita aos troços concluídos, contam-se a Avenida Marginal de Esposende, executada no âmbito da 3.ª fase da requalificação da Zona Ribeirinha e a Marginal de Fão. Em termos globais, e considerando também o montante de aproximadamente 350 mil euros do troço Fão – Fonte Boa da Ecovia do Cávado Homem, o investimento eleva-se a 4,4 milhões de euros, sendo que ultrapassará os 5 milhões de euros com a concretização do troço Mar – Foz do Neiva, obra já candidatada pela Sociedade Polis Litoral Norte.

O presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, assinala que a Ecovia do Litoral constituirá uma revolução no conceito de mobilidade suave e um importante activo, contribuindo para a valorização do território concelhio. O projecto faz parte de um vasto conjunto de intervenções de requalificação e valorização da orla costeira de Esposende, que totalizam vários milhões de euros de investimento.