Já imaginou um fato de contrarrelógio mais leve que os demais, aerodinâmico e totalmente feito à medida do ciclista, tanto em termos anatómicos como de resposta às necessidades térmicas e de refrigeração do organismo? Vai ser este produto de “alfaiataria científica” que Nelson Oliveira utilizará no contrarrelógio dos Jogos Olímpicos, no dia 10 de agosto.

nelsonoliveira_fato
O equipamento que a selecção nacional de ciclismo usará nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi apresentado esta terça-feira e vem com novidades.
A Universidade de Coimbra, em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo, criou um equipamento inovador a pensar no calor do Rio. O equipamento é mais leve, aerodinâmico e feito à medida do ciclista. O fato é adaptado a cada corredor, tendo em conta as medidas anatómicas, mas também as características fisiológicas e a reacção do organismo às condições ambientais, testadas laboratorialmente.

-Publicidade-

A principal preocupação dos investigadores foi com as temperaturas altas que se fazem sentir nesta altura do ano e que afectam a prestação dos atletas.

Segundo o líder da equipa que concebeu o fato, Manuel Gameiro, a investigação começou por recriar as condições atmosféricas e depois adaptaram o tecido à distribuição do calor.

“O que há aqui de diferente é que se fez um estudo da distribuição de calor no corpo do ciclista, simulámos uma câmara climática e as condições atípicas, de temperatura, humidade, a que eles vão estar sujeitos no Rio de Janeiro”, explica Manuel Gameiro. Com base nessa informação “fez-se a distribuição do tecido que é utilizado no equipamento de maneira a facilitar a perda de calor, nas zonas onde ela é mais importante”, acrescenta.

A apresentação vai decorrer nas instalações da Associação para o desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial (ADAI) da Universidade de Coimbra. Durante a cerimónia estará presente o ciclista Nelson Oliveira, que fará um teste laboratorial de simulação das condições ambientais do Rio de Janeiro.

“Este fato foi desenvolvido para responder às questões de aerodinâmica e de respirabilidade. É um equipamento muito melhor do que os anteriores. Para quem anda de bicicleta basta olhar para perceber a qualidade. Está muito bem trabalhado, com tecidos adequados”, descreveu Nelson Oliveira.

Nelson Oliveira utilizará o equipamento no contra-relógio. David Rosa e Tiago Ferreira na prova de BTT.

Os Jogos Olímpicos do Brasil começam no dia 6 de Agosto.